quarta-feira, 4 de maio de 2016

Tabela Dinâmica do Excel 2: gráficos a partir dela

Nosso assunto aqui é: como fazer gráficos usando a Tabela Dinâmica?

Estamos no Tutorial 2 de uso da Tabela Dinâmica do Excel. Se você não fez o Tutorial 1, recomendo começar pelo nosso post Tabela Dinâmica do Excel 1: tutorial inicial. Caso contrário, vamos em frente:

Podemos fazer gráficos diretamente a partir da Tabela Dinâmica do Excel, isso facilita muito nosso trabalho. Começamos sempre pensando num formato gráfico que seria interessante de se produzir para nossa análise. Por exemplo, no eixo X podemos colocar os Anos, no eixo Y o valor de faturamento e para representar o valor de cada resort para cada ano, podemos escolher barras (veja que seria bom Resort estar “dentro” de Ano).

Para fazer isso no Excel mantenha a última configuração do relatório da tabela dinâmica do tutorial - parte 1 (baixe aqui a planilha, se precisar), isto é, Ano nas linhas e Resort nas colunas. Selecione uma célula do relatório e peça para inserir um gráfico de colunas agrupadas. Veja o resultado:



Importante: a variável que você arrastar para Linhas será o X do gráfico e o que você colocar nas Colunas vai servir de Legenda. Isso serve para o Excel. Em outros Softwares como o Tableau, por exemplo, é o contrário.

Note que há mais dois outros tipos de gráficos de barras 2D, além desse que fizemos. Obviamente você não usará o 3D, claro. Clicando no gráfico e pedindo para alterar o tipo você poderá produzi-los. Vamos comentar sobre eles.

Colunas Empilhadas: preservam-se os valores e empilham-se as barras, simplesmente. Bom pra ver o total de faturamento dos três resorts juntos.



Colunas 100% Empilhadas: Em cada ano, calculam-se os percentuais de cada resort relativos ao total do ano. Bom pra ver a proporção de contribuição de cada resort nos anos.



Podemos também usar gráficos de linha neste caso: bom pra ver a evolução de cada resort ao longo dos anos.



Agora que começamos a fazer gráficos com a Tabela Dinâmica, o próximo passo é controlar bem a configuração do eixo X. No próximo post você verá como fazer isso por meio do conceito se Hierarquia de Variáveis. Clique aqui para ir ao Tutorial 3:

Até
Roberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário