terça-feira, 11 de novembro de 2014

Mapa do trânsito selvagem

Ontem saiu na Folha uma reportagem sobre a queda das mortes em acidentes de trânsito no Brasil de 2012 para 1013. E hoje, o mesmo assunto ocupou destaque no seu editorial. Os textos destacaram o Rio de Janeiro com a maior queda, 44% em valores absolutos. Mas os gráficos mostram um quadro ainda assustador, vejam:



Fiquei curioso sobre os dados. Gostaria de vê-los por estado e em valores relativos (índice de óbitos por 100 mil habitantes), mas não havia as fontes declaradas da matéria.

Penei um pouco para achar os valores absolutos no site do DATASUS e as populações estimadas dos estados no IBGE. Feitas as contas, fui tentar fazer mais um exercício no Tableau. Veja o gráfico que produzi abaixo. Escolhi começar com um mapa em que podemos escolher o ano de medição, coloquei abaixo dois gráficos de tendência (Regiões e Estados).

Eu sei que o gráfico por Estado está meio poluído, mas como podemos interagir com ele, achei conveniente manter todas as curvas. Inseri também a meta que o Brasil se comprometeu com a OMS para 2020 (50% de redução do valor de 2011) que é de 11,25 mortes para cada 100 mil habitantes.


Diante dessa grande variação entre os Estados, vemos que o esforço será grande para atingirmos a meta. Só apertar a gravidade das multas não será, com certeza, suficiente.

Até
Roberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário