quinta-feira, 17 de abril de 2014

A “Mágica” da Economia Nigeriana

A Nigéria, país do oeste africano, parece ser a bola da vez entre as relevantes economias emergentes do planeta. Muitos veículos de mídia noticiaram que o país passou a ser a maior economia do continente africano, ultrapassando inclusive a África do Sul. O PIB do país (soma de tudo que foi produzido dentro do período de um ano) passou de 296 bilhões de dólares para 510 bilhões, um aumento de 89%!!!

O que os jornais falharam em destacar é que a economia da Nigéria não mudou em nada, não houve mágica, o que houve foi uma mudança na metodologia de cálculo do PIB, que não vinha sendo atualizada desde 1990. Vários setores que não tinham importância até a mudança de metodologia passaram a ser contabilizados corretamente, como o setor de telecomunicações e a nascente indústria cinematográfica nigeriana.



Source: The Economist

Na Nigéria nenhum dos seus 170 milhões de habitantes está mais rico do que estava antes da mudança de metodologia, e como podemos ver no post Indicadores da extrema pobreza no mundo, a extrema pobreza ainda é um problema relevante, mas isso foi um passo extremamente importante para o país. O tamanho da economia nigeriana vinha sendo subestimada por muitos anos. Por bastante tempo não foi dada a devida importância ao país no cenário econômico internacional, e isso se deve à falta de empenho em contabilizar corretamente o mais importante indicador do tamanho de uma economia, o PIB.

Hoje a Nigéria está sob os holofotes do mundo e passa a ser a maior potência econômica do continente. A estimação correta de um indicador é muito importante para que a figura correta seja mostrada, afinal, agora a Nigéria não é só mais um país com grandes reservas de petróleo que reconhecemos por ter uma forte seleção de futebol.


Ricardo Ziegelmeyer

5 comentários:

  1. Ótimo post Ricardo! Lembrando que o presidente da Nigéria distribuiu iPhones de ouro no casamento da sua filha nesta semana. Reflexo do Pibão? Ai se a moda pega por aqui...

    ResponderExcluir
  2. Ricardo, o aumento de 89% ocorreu em que período? Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo, foi um aumento imediato, devido à mudança de metodologia

      A Nigéria não atualizava a metodologia desde 1990, então a economia que crescia em uma média de 2% ao ano de 1990 a 2014, na verdade estava crescendo a uma média de 7% ao ano, se a metodologia fosse atualizada pelo menos a cada 5 anos como recomenda o Banco Mundial.

      Excluir
  3. Ricardo,
    talvez a grande mídia não se atentou para este fato, mas posso elencar diversos meios que comunicaram ser apenas uma revisão e os problemas diante da revisão, como por exemplo, a baixíssima tributação que está em trono de 20% do PIB, um dos mais baixos percentuais do mundo.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  4. Realmente André, a Nigéria tem um histórico de baixa tributação, que só se agrava com o aumento do PIB, já que grande parte da receita do governo vem do setor petrolífero, que perdeu participação no PIB após a revisão. Isso é resultado da corrupção que é uma das maiores da África, e negligência de autoridades fiscais.
    Mas com certeza existem vantagens dessa revisão também, como a diminuição da razão dívida/PIB, que passou para níveis bem baixos.
    Abraço

    ResponderExcluir