quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Vejamos o spread bancário...

Hoje a Folha (Mercado-B3) trouxe um quadro bastante didático sobre o spread bancário no Brasil. A matéria analisa as taxas dos juros cobrados e o spread que não caíram na mesma proporção ao longo dos anos. Vejamos o quadro:



Como alternativa, podemos usar a definição de spread (juros cobrados - juros pagos) para refazer o gráfico à moda de Playfair . Assim podemos "ver" o spread:

 

Note que a linha de baixo não é mais o spread, e sim os juros pagos.

Com os mesmos dados eu fiz um gráfico de dispersão para analisar a relação juros pagos x cobrados e encontrei forte relação linear (r = 0,97).

Ajustei a seguinte reta de regressão: juros cobrados = 20 + 1,5*juros pagos



Sabemos que os bancos têm áreas de precificação com corpo técnico do mais alto gabarito, mas será que essa equação é a mãe de todos os cálculos, simples assim?

Até
Roberto

Um comentário:

  1. Roberto, assim dá vontade de ser banqueiro, hehehe...

    ResponderExcluir