sexta-feira, 16 de março de 2012

Simplifique a mensagem do seu gráfico.

Na hora de escolher o gráfico para ilustrar um texto, pense na mensagem que você quer que o leitor leve para si. Concentre-se nela e simplifique seu gráfico o máximo que puder para passar sua idéia. E não se esqueça de integrar texto e gráfico de maneira hierárquica. O gráfico, como uma ilustração do texto, tem a função de facilitar a compreesensao dele.

Ontem, no caderno Poder da Folha, havia um gráfico ao lado de uma matéria entitulada "Crise leva governo a recuar em lei que libera álcool na Copa". O texto seguia explicando o medo do governo em ser derrotado na votação da semana que vem no Congresso.

Veja o gráfico que acompanhava a matéria ao lado. Trata-se do grau de fidelidade das bancadas baseado no comportamento das votações no ano passado.

Confesso que fiz um bom esforço para entender o gráfico, e consegui após ler com atenção as instruções.

O que me ficou de conclusão após esse esforço? Creio que apenas curiosidades como, por exemplo, o PSD recém criado é mais fiel que o PT, puxa...

Eu, no momento da leitura do jornal, queria ter uma visão simples de como os nossos deputados foram infiéis ao Planalto no ano passado. Então escolhi somente duas variáveis: número de deputados e fidelidade, em seguida desenhei o gráfico abaixo (um histograma):


Concluí que o congresso não foi tão infiel à Dilma assim, não é? O que podemos esparar pra semana que vem?

Até
Roberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário