segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Titanic num só gráfico

Sempre me incomodou fazer dois gráficos para representar frequências de uma tabela em gráficos de barras. Ora mostro a comparação de valores totais, ora mostro percentuais. Por exemplo, vejam o total de pessoas no Titanic que sobreviveram (e morreram) por sexo e local:

Ok, mas se quisermos realmente comparar o percentual de sobreviventes, temos de elevar as barras para 100% como no gráfico abaixo:

Muito bem... e aí? Aí que na última edição da revista Statistical
Computing & Statistical
Graphics da American Statistical
Association, os autores Andrew Gelman and Antony Unwin mostram uma solução super simples pegando carona nos gráficos de área. Vejam e façam suas próprias análises!

Achei genial como as coisas simples são, e vocês?
Até
Roberto

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Resposta ao "DESAFIO: Onde estão essas pessoas?"

Conforme combinado, segue a resposta do nosso DESAFIO.



Em três dos quatro chutes o Sudeste aparece com até 50%, quando concentra 61% da população das classes A e B.

Isto ocorre porque este gráfico une o conceito de outros dois gráficos: o de arco, que é uma variação do gráfico de pizza, e o de área. Esta união dificulta a compreensão do leitor, pois não podemos comparar pelo raio (gráfico de pizza), já que todos possuem o mesmo raio, e temos dificuldade de comparar pela área, pois as figuras não possuem ângulos retos.

Vejam o gráfico de pizza:



Mais simples e com menor confusão.

Parabéns ao Fabrício! Belo chute!

Abraços,

Satomi

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

DESAFIO: Onde estão essas pessoas?

Na edição 995 da revista Exame, que apresenta como matéria de capa

"Classes A e B
O MERCADO QUE MAIS CRESCE",

foi apresentado um gráfico de onde se concentra a população das classes A e B.

Proponho um desafio: Olhado o gráfico abaixo, do qual retirei os rótulos, quem chega mais próximo aos valores publicados pela revista. Isto é, qual o percentual de pessoas de alta renda que vivem no Sudeste, no Sul, Nordeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil?





Façam suas predições! Vale chute, conhecimento geral, lembrança da reportagem, só não vale colar da revista para colocar o comentário aqui.

Sexta voltarei com a resposta.

Abraços,

Satomi