quinta-feira, 26 de maio de 2011

Ótimo gráfico de uma votação vergonhosa

A Folha de hoje traz um ótimo gráfico no caderno Ciência (C11), mostrando como foi o placar da votação vergonhosa de ontem na Câmara sobre a reforma do Código Florestal. Foram aprovados pontos polêmicos como anistia e regularização de propriedades de desmatadores e isenção de reserva legal. Dá pra acreditar? No gráfico visualizamos rapidamente o posicionamento de cada partido. Confira e espalhe a informação.

Até
Roberto

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Só Lobby, só lobby...

Os jornais de hoje me fizeram zunir na cabeça uma música do Claudinho e Buchecha cuja letra não estou bem certo: Só lobby, só lobby..., acho que era assim. Bem, deixa prá lá, vamos ao post. O assunto é "Como representar graficamente quantidades muito distintas?"

Hoje a Folha (Poder - A4) trouxe um exemplo de gráfico de barras 3D mostrando a diferença de faturamentos da Projeto, empresa de Palocci, em 2006 e 2010, vejam:

Fica evidente a grande diferença de magnitude dos valores. Note que o gráfico de barras diferencia valores somente por uma dimensão, a altura das barras. Outra forma muito interessante de se mostrar diferenças é usando áreas. Um exemplo muito interessante - confesso que fiquei um bom tempo comparando os dados por pura curiosidade - é mostrado no blog www.informationisbeautiful.net/ em que várias quantidades (enormes) de dinheiro, que ouvimos dizer de forma espalhada por aí, foram colocadas juntas para comparação. O autor usa retângulos, cujas áreas representam os valores, cuidadosamente dispostos para que as comparações fiquem facilitadas. Vejam a imagem abaixo (vale mesmo é acessar o original):
Tentei fazer o mesmo exercício com o gráfico do Palocci. Notem que incluí o valor do PIB per capta do Brasil em 2010 para comparação. Vejam se ficou bom:
Aguardo comentários...
Até
Roberto

terça-feira, 10 de maio de 2011

Não se fazem mais pirâmides como antigamente

No post Brasil 2050: o país do futuro chega a terceira idade vimos mais aplicações de histogramas, as pirâmides etárias. Encontramos no site Data Visualization, da GE, mais exemplos delas.

Podemos ver uma animação de como a distribuição da população vai mudando, desde 1950 e como ainda mudará pelas projeções até 2050.

A fonte dos dados é a divisão de população das Nações Unidas, a mesma usada pelo New York Times na matéria The Aging of America, que comentamos também no mesmo post.

A novidade aqui é que podemos comparar, visualmente, dois países. Infelizmente o Brasil não está na lista, mas resolvi brincar um pouco com China e Estados Unidos. Vejam:



Curioso é que com o envelhecimento da população, a pirâmide etária vai, aos poucos, perdendo o formato de pirâmide.

:Dani