quarta-feira, 3 de novembro de 2010

QUIZ - Gráfico de Barras

Observem o gráfico abaixo, que ilustra a reportagem "O Brasil a preço de ouro", publicado na VEJA do último dia 27, páginas 94 e 95.



Há duas gafes que comumente estão presentes nos gráficos de barra.

Quais são elas?

Volto na sexta para comentar as respostas.
:Dani

Incluído sexta, 05/11/2010

Vejam novo post com a Resposta para o QUIZ - Gráfico de Barras

4 comentários:

  1. Cara Daniela (sem trocadilhos)
    Em minha visão, são duas as gafes principais do gráfico apresentado, muito comum a meu ver em análises a partir de gráficos de barras:
    1) Valor aonde se inicia o eixo
    2) Fazer a barra tridimensional
    Para mostrar como as conclusões rápidas (aliás, como as que tiremos quando lemos manchetes num jornal), sugiro que você refaça o gráfico, sem a barra tridimensional e com o eixo dos valores começando do ZERO.
    Um abraço.
    Cochran

    ResponderExcluir
  2. Quem é do tempo do papel milimetrado há de se lembrar que não se começam as escalas pela metade mas que ficaria chata uma fita cumprida pra burro ficaria. Olhando daqui de baixo, eu não saberia se seria melhor ser oficial do exército americano em SP ou em ROMA.
    Agora, como eu sou publicitário e adoro um gráfico tridimensional que só mostre o pedacinho do fim, pra mim as duas gafes são destacar SP em laranja (no xerox vi ficar com o mesmo tom de cinza) e não fazer uma pilha de dólares para representar essa diferença no bônus.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com os outros comentários: tridimensional e começando deslocado do "zero".
    Abs
    André

    ResponderExcluir
  4. Daniela, não deixe uma legião de seguidores sem saber a sua opinião

    ResponderExcluir