quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Detalhes que ajudam o leitor

  Vi este gráfico na Folha de São Paulo do dia 31/08/10 - caderno informe publicitário p.02, e decidi aproveitá-lo para dar uma dica aqui no blog.

  Não vou comentar que não consigo ver que o Brasil é sexto no ranking ou que o gráfico de tendência é o mais indicado para acompanhar evolução ao longo do tempo. Hoje vou comentar sobre um detalhe que normalmente nos passa despercebido.
  Veja o exemplo abaixo, adaptado do teste de QI de Design Gráfico do site Perceptual Edge, e responda em qual dos gráficos os rótulos são mais fáceis de ler.

  Acredite, a grande maioria ao ler este post escolheu a letra “A”, pois trata-se da varredura natural da leitura. Quanto maior a inclinação maior a complexidade de leitura.
  Veja o exemplo abaixo, adaptado do livro The Wall Street Journal Guide to Information Graphics: The Dos and Don'ts of Presenting Data, Facts, and Figures, da especialista em visualização gráfica Dona Wong

e como ficaria o gráfico do número de navios com rótulos na horizontal:
  Portanto a dica é: procure dispor os rótulos de maneira horizontal, pois colocá-los em ângulo dificulta a leitura.
  Abraços,
        Satomi

Um comentário: