quarta-feira, 14 de julho de 2010

"Roda, roda, roda e avisa: um minuto de comercial"

Se você nasceu nos anos 70, ou antes, deve se lembrar, como eu, de alguns clássicos comerciais de TV.

Alguns marcaram pelas músicas (“Roda, roda baleiro atenção, quando o baleiro parar põe a mão...”); outros pelo slogan (“Não basta ser pai, tem que participar”) e outros pelos personagens (“Bonita camisa Fernandinho”). Alguns personagens estão aí até hoje (o garoto Bombril é um deles).

E o baixinho da Kaiser, quem se lembra dele? Pois é, recentemente o garoto propaganda foi substituído por nada mais nada menos que um teste estatístico. Vimos o Humberto Martins apresentando o que a Kaiser chamou de “o maior teste cego desse país”, comparando a preferência do consumidor em relação às cervejas Skol, Brahma, Antarctica, Nova Schin e Kaiser; e ao final concluir “Ou seja, estatisticamente empate técnico”.



Sinceramente, não gostei da forma como os resultados foram apresentados. As garrafas estão fazendo o papel das barras num gráfico. Mesmo concluindo que houve empate técnico, o ângulo e o tamanho diferente das fontes sugerem que a Kaiser foi a campeã na preferência popular (repare ainda que a Brahma tem preferência de 19,7% e a Antarctica de 19,4%, mas a apresentação não seguiu a ordem).

Por que não usar realmente um gráfico de barras? Mostra a informação de maneira clara, sem artifícios.




Além disso, faltou a informação da margem de erro (já falamos sobre ela no post Boa noite William, em 08/jul).
Lá fui eu, ao hotsite da campanha (http://www.testedascervejas.com.br/) a procura dessa informação. Encontrei, não só a margem de erro, que foi de dois pontos percentuais, como esse gráfico mostrando os mesmos dados.



De cara pau-no-gráfico! Gráfico de setores (ou pizza, como é popularmente conhecido) com três dimensões leva pau. Além disso, a escolha dos tons de vermelho esconde a fatia de 2,5% (Ambas/Iguais). Esta fica parecendo sombra das outras.


Mas o ponto mais grave aqui é que o gráfico de setores não foi uma escolha acertada. O gráfico de setores é adequado quando queremos representar partes de um todo. Neste caso, implicaria que a preferência nacional do consumidor de cerveja se divide entre as cinco marcas testadas. Isso não é verdade! Há uma infinidade de outras marcas que certamente têm sua fatia na preferência popular.

Apesar de ter escorregado nesse gráfico, a Kaiser merece um elogio pela forma como divulgou no hotsite da campanha detalhes de como o teste foi conduzido e de seus resultados. Parabéns!

:Dani


Fonte:
O Comercial do teste da cerveja foi obtido em http://www.youtube.com/watch?v=0GsKQLhqZhE (12/07/2010 – 14h40min)
O gráfico de setores e as outras informações sobre os testes foram obtidos em http://www.testedascervejas.com.br/ (12/07/2010 – 14h55min)

2 comentários:

  1. Dani, você está com visão além do alcance. Como é que você "viu" as cervejas emparelhadas como se fosse um gráfico na hora do comercial? Foi mágica, Dani...

    ResponderExcluir
  2. Dani, adorei o post. Muito bom mesmo!!! Parabéns!

    ResponderExcluir