domingo, 3 de agosto de 2014

O gráfico de barras empilhadas.

Toda semana um bom jornal traz ao menos um gráfico de barras empilhadas. Isso também vale para apresentações profissionais. Trata-se de um recurso para se entender ou monitorar diferenças na composição de resultados conforme uma estratificação dos dados, ou mesmo ao longo do tempo.

A Folha desse último domingo mostra, em seu caderno Mercado, o perfil de participação de vendas de várias marcas de tablets nos anos de 2012 a 2014, veja o gráfico:



O gráfico não é tão ruim, e tem a vantagem de ser feito em qualquer excel. Minha crítica é que, tirando a primeira e última barra, fica difícil observar com eficiência a variação dos valores das barras do meio. Isso ocorre porque elas não estão com suas bases numa mesma posição inicial (estão sobre as de baixo).

Para ajustar isso, basta deixar um espaço idêntico em cada barra empilhada, assim todas podem começar do zero. Fica uma espécie de tabela gráfica, veja o resultado:



O que você acha? Ficou melhor? Aceito sugestões...

Até
Roberto

P.S.: o último gráfico foi feito no Minitab.

sábado, 10 de maio de 2014

Controle da Inflação versão Atirei.

Saiu na última sexta a variação do IPCA de abril. Variou +0,67%.

Como sempre, muitas explicações vieram, e me perguntei novamente: é variação comum ou variação especial? Eu poderia ver isso simplesmente num gráfico de controle, mas com base nos estudos que já fizemos aqui, a variação histórica do IPCA tem uma sazonalidade em V durante o ano (veja post O "V" da inflação). Vejamos então o ponto de abril no gráfico do V:



Esse gráfico mostra que estamos perigosamente longe dos pontos dos anos anteriores.

Resolvi tentar modelar o tal formato em "V" via análise de regressão. E não é que um modelo quadrático coube bem? Para estatísticos: o parâmetro quadrático deu significante mas com r-quadrado baixo. Mesmo assim, pedi os intervalos (95%) de predição (já que queremos predizer valores individuais do IPCA, e não a média mensal).

Com esses intervalos, fiz o gráfico abaixo que chamei Gráfico de controle da inflação, versão do Atirei.



Pronto, esse será o gráfico em que acompanharemos o IPCA deste ano. Note que esse modelo é feito com base nos dados históricos, portanto estamos somente testando se a variação do IPCA deste ano se parece com os anos anteriores (2005-2013),ok? Não confunda com o valor que o IPCA deveria seguir... perto de zero, claro.

Pra ficar fácil de interpretar: digamos que abaixo da curva média é gol; acima, mas dentro do limite, é bola na trave; e acima do limite é bola pro mato. Temos nesse ano um gol, duas bolas na trave e uma pro mato. Assim não dá pra passar de fase hein!?

Até
Roberto